sexta-feira, setembro 2

Ainda pode ser amor

- Estou aqui.
- Porque é que voltaste?
- Lembraste quando me perguntaste qual era o ano que escolhia viver de novo? Foi fácil, foi demasiado fácil perceber que escolhia o ano em que começamos a namorar. Mas espera, depois de pensar mais, eu percebi que não era pelo ano, era por ti.
- Porque é que foste?
- O amor é complicado.
- Deixei de acreditar em muita coisa quando foste. Não deu para fechar os olhos a esta partida, não foi como as outras.
- Não quero partir mais.
- Não sei se quero ficar mais. O amor é complicado.
- Mas tu não desististe de mim até aqui. Eras capaz de ir embora agora?
- Eras tu capaz de colar o coração que partiste?
- A culpa é minha, eu reconheci-a quando tirei as vendas. Tratei mal o amor, tratei-te mal a ti. Não merecia, não merecia que alguém gostasse de mim como tu gostas. Mas gostas não gostas? Então não faças como eu, não deixes que te roubem o saber amar, a vontade de amar.
- Mas foste tu a fazê-lo, não foi mais ninguém.
- Sabes que se estou aqui é porque nunca fui realmente, não sabes?
- Eu sei, mas não queria que tivesses precisado de outro corpo para perceber isso.
- Sabes que não conheci pernas que se encaixassem tão bem nas minhas como as tuas, não sabes? Ou dedos que se entrelaçassem tão bem com os meus. Ou beijos, beijos que me roubassem o fôlego mas que me fizessem desejar mais. Sabes que não há ninguém que ocupe o teu lugar quer queiras ou não ficar comigo, não sabes?
- Porque é que só descobriste agora que só se ama uma vez na vida?
- Voltas a ficar comigo?
- Só tenho um coração. E o que tenho pertence-te.

54 comentários:

  1. Adorei e estou feliz, por ti Mafaldinha!

    ResponderEliminar
  2. Oh princesa, e eu saudades das tuas palavrinhas dirigidas a mim. Quero que te cuides sempre, Obrigada - és linda Mafaldinha <3

    ResponderEliminar
  3. Tal como este diálogo, porque o teu amor é do mais profundo que possa existir.

    ResponderEliminar
  4. Ainda não e foi das coisas mais queridas que já me disseram.

    ResponderEliminar
  5. que lindooo <3

    Ana Guerreiro (pedacosdeternura-ana@blogspot.com)

    ResponderEliminar
  6. escreves tudo com tanta emoção, sabor e sentido que é impossível não gostar.
    e os teus comentários são sempre bem vindos. OBRIGADA <3

    ResponderEliminar
  7. está aqui um belissimo post. é real?

    ResponderEliminar
  8. Está maravilhoso como sempre querida.

    ResponderEliminar
  9. obrigada, mafalda. gostei muito deste diálogo

    ResponderEliminar
  10. Sim, é exactamente isso Mafalda.
    E que bom foi ler isto

    ResponderEliminar
  11. minha querida Mafalda,
    a maré em que me encontro não anda nem desanda deste abismo constante - tenho-me deparado com a solidão que enaltece a ausência do amor que de mim partiu e até do amor próprio que já se foi. Mas um dia alguém disse que só nos resta a esperança, e que quando só nos resta a esperança - resta-nos tudo - e eu acredito nisso, sabes? acredito na mudança, acredito que vou ser capaz de arrumar o passado nas gavetas do meu coração e atirar a chave ao mar. e sabes, contínuas com um dom fantástico que me deixa um brilho nos olhos a cada palavra que de ti leio - minha querida. admiro-te, sabes?

    ResponderEliminar
  12. O amor está dentro de mim, minha querida Mafalda :')

    ResponderEliminar
  13. muito obrigada, querida! passa por lá sempre que quiseres, serás sempre bem-vinda :)
    beijinho

    ResponderEliminar
  14. Lindo, como sempre! Adoro sempre o que escreves querida. Tem estado tudo bem comigo, só tenho andado um bocado ausente do blog. Já estou melhor desde do meu ultimo post, foi um momento de fraqueza. Mas obrigada por perguntares querida :) Espero que também esteja tudo bem contigo Mafalda, e como costume continuo a desejar-te muita força! :)

    ResponderEliminar
  15. Acabei agora de ler um outro comentario teu num meu post mais antigo a dizer que voçes decidiram dar uma oportunidade ao vosso amor! Que bom querida, fico mesmo contente por ti :D Espero que agora esteja mesmo tudo bem contigo, tu mereces o melhor! e muitas felicidades mafalda :)

    ResponderEliminar
  16. é excelente a série, oin que querida, voltei para ficar agora! beijos

    ResponderEliminar
  17. mas enquanto não estou MESMO bem, acho que assim é melhor, ninguém precisa de saber que não estou bem.

    ResponderEliminar
  18. Também tens muitas palavras dentro de ti que sussurram amor, acredita :))

    ResponderEliminar
  19. está lindo lindo lindo, mafalda. a frase final dá-lhe o toque perfeito. e o teu comentário deixou-me de coração cheio :)

    ResponderEliminar
  20. ainda bem, acho que todos deveriam ter *

    ResponderEliminar
  21. "Só tenho um coração. E o que tenho pertence-te." ADORO! :)
    beijo.

    ResponderEliminar
  22. Tu sim princesinha, que me delicio tanto <3

    ResponderEliminar
  23. Querida Mafalda, sim a Lolita tem um pouco de mim, o objectivo desta nova personagem é ter um pouco de todos nós, quero escrever coisas com que os outros se consigam identificar, e talvez ajudá-los a perceber algumas coisas, ou partilhar com eles coisas que eu não percebo e talvez me possam ajudar. Mas decidi começar com uma história que me é bem conhecida, e ao que parece, a bastante gente. "O vai-e-volta-que-eu-fico-à-espera" foi durante muito tempo uma realidade minha. Acabou da melhor maneira, ele regressou e não voltou a ir. O conselho que te deixo minha querida, é que se vives numa realidade assim, não te deixes intimidar pela incerteza constante. Eu sei que é angustiante e por vezes dolorosa, mas, se amas, luta. Até ao fim, por muito que a luta te deixe de rastos. Não te afastes com medo ou sequer cansaço, porque isso passa, no fim fica só a certeza que não ficou nada por fazer. E no final quer tudo acabe bem ou não, vais acabar por sentir falta desse anda-que-não-anda.

    ResponderEliminar
  24. - então eu, agora é que vão ser pouquinhas !

    ResponderEliminar
  25. obrigada querida, este dialogo é deveras forte e lindo!

    ResponderEliminar
  26. oh meu anjo, que coisa mais linda, mais linda, mais linda! e eu de ti*

    ResponderEliminar
  27. Sem palavras. Senti tanto deste post.
    Está um diálogo lindo lindo lindo.
    Um beijinho Maf *

    ResponderEliminar