sexta-feira, maio 13

A primeira chamada


 
- Estou??
(Uma respiração muito forte e um barulho de fundo estrondoso para esconder as dúvidas das palavras)
- Estou?? Porque é que me estás a ligar?
- Hoje voltei ao – meu triste – ponto de partida: sentir saudades tuas. Hoje – mais do que o costume – lembrei-me de ti. Lembrei-me de ti, depois de me voltar a lembrar e a lembrar e a lembrar de ti. Fui pouco boa para mim.
- Mas…
- Sabes onde estive hoje? No início do nosso romance. Andei a evita-lo - está quase a fazer um ano – há quase um ano que fugia deste espaço e de ti, mas hoje fui lá – não fui sozinha – mas fui lá – mas só porque tinha de ir. Tentei na noite anterior apagar tudo quanto consegui sobre este – nosso - sítio mas assim que o vi – no dia a seguir, do outro lado da rua - a racionalidade fugiu-me. Vi todo o meu esforço da noite anterior morrer: mesmo sabendo que era um espaço de memórias, eu convenci-me que eram memórias ausentes. Ausentes do meu – novo – ser.
- Tu…
- Mas não deu, sabes? Enquanto apenas via o portão – do outro lado da rua – só me doía o peito- doía-me muito o peito. Mas eu já me acostumei a essa dor, é a dor da saudade, da saudade penetrante. Só não conhecia – ainda – a dor de se romper o coração. Tantas horas eu cosi este meu – pobre – coração, depois de nos afastarmos por quase um ano, e bastou o sítio – o sítio do início do nosso romance – para este se abrir de mim.
- …
- Eu não deixei o meu coração como tu deixaste que eu fosse, bolas porque é que ele me tinha de fazer isto? Passou quase um ano mas parece que não mudou nada: ainda se fazem romances bonitos ali. Só espero é que se façam finais diferentes – felizes sabes?

Chamada terminada.

137 comentários:

  1. obrigada meu amor.
    e as minhas mensagens? *

    ResponderEliminar
  2. mil obrigadas, Mafalda.
    chamada terminada, embora no meu pensamento se reproduza vezes sem conta. parece real.

    ResponderEliminar
  3. As lembranças as vezes insistem em atormentar, sendo que deveriam apenas nos fazer bem..."/
    Gostei querida! bjus!

    ResponderEliminar
  4. OH AINDA BEM MINHA QUERIDA :)
    e escreves mais neste ou no "isto não é nada"??
    não sei
    beijinho

    ResponderEliminar
  5. oqueiiiiiiiiii, adoro adoro !
    obrigda querida (;

    ResponderEliminar
  6. que bonito, esquece adoro. obrigada por seguires, é bom saber que gostas! sigo também *

    ResponderEliminar
  7. por vezes quando recaímos é para no momento a seguir nos tornarmos mais fortes :)

    ResponderEliminar
  8. e eu gosto de me ver assim, mafaldinha linda :p

    ResponderEliminar
  9. adoro as tuas historias, todos os teus posts

    ResponderEliminar
  10. adorei. e obrigada pela força, veleu (:

    ResponderEliminar
  11. wow, está apaixonante e ao mesmo tempo triste querida. mas está lindo, está um post como só tu sabes fazer :)

    ResponderEliminar
  12. obrigada! também gostei imenso do teu blogue e deste texto :) segui*

    ResponderEliminar
  13. "Passou quase um ano mas parece que não mudou nada"
    a mim já passou mais de um ano e nem sei se mudou :s
    por isso entendo perfeitamente.

    ResponderEliminar
  14. muito obrigada mesmo! ja te disse e continuo a dizer, adoro o teu blog. *

    ResponderEliminar
  15. obrigada querida, estou a seguir também :)

    ResponderEliminar
  16. Tão bonitooo Mafaldaa!Adorei este post* desculpa, não ter dito nada mais cedo mas, pronto, andei um bocadinho ocupada, nem tempo tinha pra vir cá. Beijinhos queridaa :)

    ResponderEliminar
  17. oow , obrigado :$
    este post é verdade ?

    ResponderEliminar
  18. http://www.facebook.com/profile.php?id=100001449755793

    ResponderEliminar
  19. wow que lindo! :|
    já somos duas. dança é ..sem palavras.

    ResponderEliminar
  20. obrigada querida. sempre que leio este teu post, sinto uma nostálgia enorme! está tão marcante, tão sentido, adoro *

    ResponderEliminar
  21. E isso é bom, não é princesinha? :)

    ResponderEliminar
  22. As memórias acordam-nos sempre, não é? Se não for connosco, com alguém será.

    Adorei, está magnífico :)

    ResponderEliminar
  23. Eu já tinha saudades de ler estas palavras tão sentidas. ADOREI!

    Nunca sabem o que vão dizer, acredito que sentem o que lhes tentamos dizer mas é mais fácil não argumentar, do que se rebaixarem :S

    ResponderEliminar
  24. como e que alguem consegue escrever assim? FANTASTICO

    ResponderEliminar
  25. Obriaada querida :D

    Também sigo, amei o blog :)

    ResponderEliminar
  26. sempre a surpreender, Mafalda linda.
    o que quer que seja que magoa o teu coraçãozinho, tenho a certeza que és forte o suficiente para superar

    força (:

    ResponderEliminar
  27. obrigada querida , bem que vou precisar :s

    ResponderEliminar
  28. quando escreveres um livro, avisa-me para o ir comprar, sim?

    ResponderEliminar
  29. sei tão bem o que isso é - querer voltar ao local de partida, como se desse para viver tudo de novo. ter que controlar as saudades, as lágrimas, os impulsos quando lá voltamos. custa tanto, mas é tão inevitável como por vezes respirar.
    mas um dia a força que te leva até lá, levar-te-á a um lugar melhor, a um estado melhor : a felicidade.

    :)

    ResponderEliminar
  30. eu não lhe chamaria amor, chamo-lhe antes um carinho, que não se vai embora nem por nada. tudo por causa da minha memória, que não deixa falhar nada!

    <3

    ResponderEliminar
  31. às vezes é preciso dar destas :/

    ResponderEliminar
  32. E não valeu a pena tentar remediar :|

    ResponderEliminar
  33. obrigada querida (: ser forte é mesmo a única solução.

    ResponderEliminar
  34. claro, temos é de pensar positivo. :)

    ResponderEliminar
  35. ohh querida, adorei, mas queria tanto que tivesse um final feliz também (:

    ResponderEliminar
  36. ohhh, foi das coisas mais queridas que já me disseram!

    ResponderEliminar
  37. espero que sim minha querida (:
    todos nós merecemos um final feliz, podemos ter algumas dificuldades em lá chegar, mas eu sei que nada é mais forte que esse destino (:

    ResponderEliminar
  38. minha querida, não te vou negar que tantas vezes penso que podia ter sido de outra maneira.

    ResponderEliminar
  39. precisamos mesmo, e agora apenas preciso disso. gostei muito (=

    ResponderEliminar
  40. Não! Eu já não o quero, não quero nunca mais. Penso que se tivesse sido de outra maneira, talvez a esta hora estivéssemos juntos, mas eu nunca mais quero tentar o que quer que seja, nunca mais mesmo :s

    ResponderEliminar
  41. as recordações nunca se apagam, por muito tempo que passe, elas continuam lá e nós tropeçamos nelas e sofremos vezes sem conta...é tão difícil. e pensamos sempre "e se?.." é passado o se já não tem sentido

    ResponderEliminar
  42. LINDO e corajoso. É veridico? $:
    Era uma coisa que acho que não conseguiria fazer, ligar depois de tanto tempo... Acho que sou demasiado orgulhosa para isso :$

    ResponderEliminar
  43. talvez não haja ninguém capaz de lidar :s

    ResponderEliminar
  44. eu não tenho medo de nada que tenha a ver com isso, é claro que ficas um pouco nervosa quando vais fazê-lo, mas depois o medo vai passar, vais ver! (: beijinho

    ResponderEliminar
  45. respondi sim Mafalda, e é o que responderei sempre, cada vez que me perguntarem*

    ResponderEliminar
  46. adorei! quem me dera ter coragem de dizer isso à pessoa para quem escrevo

    ResponderEliminar
  47. está tão normal querida, mas obrigada :D

    ResponderEliminar
  48. ah, é horrivel!
    porque a gente afeiçoa-se, habituamo-nos aos gestos, á maneira de ser, á maneira de falar e de repente vemos que ficamos sem isso e fica só um vazio. Mesmo que não fosse amor, mesmo que fosse só carinho, as coisas marcam e ficam na memória. O meu mal é afeiçoar-me demais, porque no fundo eu só me quero sentir desejada por alguém. Nunca consigo sentir isso em pleno. E quando sinto, rapidamente se vai esse sentimento.

    ResponderEliminar
  49. Adoro adoro adoro! mais ainda esta frase "Hoje – mais do que o costume – lembrei-me de ti. Lembrei-me de ti, depois de me voltar a lembrar e a lembrar e a lembrar de ti. Fui pouco boa para mim." está perfeito mm! :)

    ResponderEliminar
  50. muito obrigada mafalda! és sempre uma fofa comigo, obrigada por isso. e ja sabes que adoro o teu blog.

    ResponderEliminar
  51. obrigada pelo reconhecimento.
    beijinho *

    ResponderEliminar
  52. Acho no fim todas as histórias acabam por ter episódios parecidos não é? :) Texto lindo*

    ResponderEliminar
  53. quase que puseste me a chorar a ler este texto :s já me aconteceu o mesmo.

    ResponderEliminar
  54. Não sei se esta chamada é real ou uma história mas se foi real, devias ter deixado o rapaz falar :)
    Tive a ver o teu blog e parece que adoras sardas e eyeliner:)
    E obrigada outra vez querida:)

    ResponderEliminar
  55. já somos três então, que eu também já me vi nesta situação :x
    adorei mafaldinha :)

    ResponderEliminar
  56. Esta maravilhoso!! Continua a escrever assim... um beijinho virtual

    ResponderEliminar
  57. oh querida Mafalda, digo-te só duas coisas: obrigada pelos teus últimos comentários e este post está lindo, lindo mesmo! adoro mesmo. é como se acabasse de ler o meu último ano... sabes, já não é a primeira vez que me deparo, na blogoesfera, com textos nos quais me vejo, a mim e ao que já vivi... o teu é mais um, mas acho que é aquele que mais se aproxima áquilo que já vivi. e não posso não gostar. adoro, simplesmente!

    ResponderEliminar