terça-feira, novembro 1

Na primeira pessoa

Oh, o amor fez-me perder a noção do tempo. A mim, à Chloe, à Jasmim, à Bri... Mas vou ter de voltar aqui e escrever versos de amor e pedir eternidade. A eternidade...até quando gostares de mim. Porque daqui, tu já sabes que vou gostar sempre muito de ti. De coração cheio cheio, tenho-o sentido.

12 comentários:

  1. doce, tão doce. que saudades tinha disto.

    ResponderEliminar
  2. Gosto tanto, tanto, tanto de saber estas coisas. Eu disse-te : amor assim não morre.
    Beijinho com saudade <3

    ResponderEliminar
  3. - óh, que frase tão bonita.
    Sim, por amor esperamos uma eternidade, por mais que não seja correspondido, mas temos sempre esperança de que algum dia irá corresponder, basta lutar com toda a garra de leão :b
    É bom que lutes pelo teu amor, e esperes até ao infinito, é sinal que não perdes-te a esperança e a força que tens dentro de ti.
    Já eu, não posso falar o mesmo, perdi tudo, não vale a pena, desisti, acabou, cheguei ao limite :x
    Vou seguir, gostei mesmo xD
    P.S: Desculpa estar a comentar como anónimo, mas é que não consigo comentar com a minha conta, não és a primeira a quem isto acontece, não perecebe :x
    Assinado: http://claudiavanessasilva.blogspot.com

    ResponderEliminar
  4. E quando é a serio , não há tempo que faça esquecer (...)

    ResponderEliminar
  5. Privei, Mafalda, mas hoje meti publico de novo porque muita gente não conseguia entrar.
    Obrigada, vê se vens aqui mais vezes, tenho saudades das tuas escritas maravilhosas!
    Bjs

    ResponderEliminar
  6. http://dreadfully-unique.blogspot.com/, aqui está :)

    ResponderEliminar