segunda-feira, julho 11

Eram ninhos III

- Tu não podes ir, não podes. Eu preciso de ti para me sentir bem. Para me sentir sequer.
- Eu preciso de ir. Há sempre um momento na vida em que todos precisamos.
- Tu não precisas.
- Ou não precisava. Já viste o quanto egoísta é ficar para te fazer sentir bem? Todo o ser evolui.
- O que é que isso tem haver?
- Já viste a extensão do céu, é maior que a do meu coração, pelo menos agora, é mais chamativa do que ficar com o meu coração. Neste caso com o teu, porque o meu está cortado, cortaste-me as asas lembraste? O único coração que ainda me lembro, que ainda tenho é o teu e é só um bocadinho, só um bocadinho pequeno.
- E onde é que está a evolução?
- Nenhuma alma estagna à porta de um coração fechado. Todos os seres evoluem, eu evoluo. A minha alma de pássaro. Mesmo que me tenhas aberto janelas, e com isso quero dizer colares-me as asas, já nenhuma ilusão me basta para ficar.
- Ilusão?
- É, quando visitas o meu ninho é para te deixares mais confortável, porque sempre foi assim, eu sempre te fiz voar mais alto, sempre te puxei para mais perto do sol. Sempre fui um bocado a tua luz, sempre te beijei as asas com mais carinho que todas as outras coisas.
- E onde está a ilusão nisso?
- A ilusão está quando eu penso que tu visitaste o meu ninho por mim e não por ti. Mas eu não quero mais beijar-te as asas, não quero, quero antes experimentar beijar as minhas ou um bocadinho do céu. Já não gosto que saibas onde é o meu ninho, sabias?
- Porquê?
- Porque não gosto que penses que me podes colar as asas, não podes, já não podes. Antes era a minha salvação mas agora só o céu pode ser. Não gosto de te ver, o meu coração fica sempre apertadinho.
- Porque ainda gostas da minha alma?
- Não, da tua alma não, gosto das memórias da tua alma.
- Faz diferença?
- Quando tu já não és o pássaro daquela alma faz. Já és só uma imagem da minha pequena cabeça. Não gosto que venhas ver-me porque depois fica tudo muito confuso para mim, como se o céu escurecesse e eu tivesse medo de voar, ou tentar, visto que ainda estou de asas cortadas. Não gosto que me venhas confundir as imagens, ainda gosto de guardar um bocadinho de ti.
- Então já não gostas de mim?
- Isso ainda te importa? É que já nada mudaria, eu já não trocava ficar com o céu para ficar contigo, já não, não ia suportar que me deixasses cair mais uma vez. Quiseste-me pegar, lembras-te, quisesses-te muito embalar-me e eu demorei muito a entregar-te um bocadinho meu, demorei a dar-me e quando me dei tu deixaste-me cair. Foste tu que pediste para tomar conta da minha alma de pássaro, foste tu que disseste que querias um ninho comigo, foste tu que me disseste amar-me.
- E se o céu te deixar cair também?
- É responsabilidade minha, eu é que quero o céu. Agora tu deixaste-me cair, deixaste-me cair e tu é que querias pegar em mim, tu é que insististe com as tuas promessas mentirosas, percebes a diferença?

76 comentários:

  1. Lesionei-me :s
    Mas de resto, correu tudo lindamente :)
    (só te consigo comentar em anónimo, ,desculpa :x)
    Carole :)

    ResponderEliminar
  2. estas chamadas são deliciosas *.*
    muito obrigada $:

    ResponderEliminar
  3. lindo lindo é este diálogo, Mafalda.

    ResponderEliminar
  4. adorei, adorei, adorei querida! Estes teus ultimos textos estao perfeitos.
    Vou ver se consigo bloquear no meu.

    ResponderEliminar
  5. Lindo princesa!

    Eu escolhi o sim na sondagem porque sempre achei que o outro blog que tens estar junto com este. <3

    ResponderEliminar
  6. Foi assim tão forte ? :)..bem, gosto do que escreves ...continua :)

    ResponderEliminar
  7. "Promessas mentirosas", desonestas, impensadas... porque mts vezes se promete muito para além das possibilidades só "porque sim".
    Não tenhas medo que o céu te deixe cair, porque se isso acontecer tornar-te-ás mais forte e sábia! *

    ResponderEliminar
  8. Não irá ver, não lhe irei dar esse prazer! :)

    ResponderEliminar
  9. porque faz parte de ti e é sempre melhor estar tudo junto para partilharmos textos, segredos, forças, felicidades <3

    ResponderEliminar
  10. mas tu é que sabes fofinha * eu quero-te bem:)

    ResponderEliminar
  11. Mas eu acho mesmo que era bom juntares. Mas é só uma opinião, atenção fofinha!

    ResponderEliminar
  12. entendo essa diferenciação, mas é mesmo que acho. e ainda bem que me compreendes. é só uma opinião :)

    ResponderEliminar
  13. E curativo são essas tuas palavras que me fazem sorrir o dia inteiro! Obrigada Mafalda, um enorme obrigada!

    ResponderEliminar
  14. ai agora até dei um suspiro. tu reconfortas-me,mesmo. e se estão melhores,a vocês o devo também.

    ResponderEliminar
  15. nem sei bem, apenas recordo o quanto o amei.

    ResponderEliminar
  16. pior que se tivesse perdido a esperança, roubaram-ma. que lindo post, minha querida mafalda. "A ilusão está quando eu penso que tu visitaste o meu ninho por mim e não por ti. Mas eu não quero mais beijar-te as asas, não quero, quero antes experimentar beijar as minhas ou um bocadinho do céu." meu deus mafalda, tiras-me as palavras da boca!

    ResponderEliminar
  17. não é impressão tua, voltei com mais medo, mas também voltei com mais coragem ou força, não sei como lhe chamar.

    ResponderEliminar
  18. então que se passa? :s

    mafalda, o meu blogue anda com problemas em responder a comentários quando as pessoas têm aquela sinalização de spam, de escrever as letrinhas, não sei o que se passa..por isso tenho estado ausente, e não consigo comentar.
    dá-me novidades tuas :)

    Lía.

    ResponderEliminar
  19. tal como o teu blog. mais um que está lindo, as always :)
    obrigada. cátia lima
    silêncio*

    ResponderEliminar
  20. eu já desisti de tudo, não vale a pena.
    e ela está a gostar? :)

    ResponderEliminar
  21. é um dos cursos que estou a ponderar seriamente, minha querida mafalda. mas não sei, gostava de seguir tanta coisa e nenhuma ao mesmo tempo - todas têm a sua quanta parte de seca e sinceramente ainda não me imagino com nenhuma profissão em concreto.

    ResponderEliminar
  22. sim, ele - mudou de maré e encontrou outra navegante para salvar em alto mar, e deixou-me presa apenas pelo amor que ainda me une a ele, porque a esperança - ele roubou-ma!

    ResponderEliminar
  23. Ah , pensei que era relativamente ao curso. :)

    Já ouvi falar no ISPA, é realmente a universidade mais conceituada relativamente à psicologia. Sinceramente, nao me vou candidatar ás publicas, porque quero ficar por perto e nao possuo media suficiente para entrar ca na universidade publica do Porto. Portanto, tambem me vou inscrever na privada, na catolica. Certamente que conheces. Ao contrario de ti, nunca pensei em sociologia e sempre mantive a ideia de seguir psicologia. Espero nao me vir a arrepender, muito sinceramente! E tenho conhecimento de que no primeiro ano, tal como falaste, é conteudo mais geral e nao especifico.

    Oh, obrigada! :)

    ResponderEliminar
  24. é uma sensação... muito boa! saber que nos querem aqui.

    ResponderEliminar
  25. infelizmente temos um coração ingénuo que ama quem nos deixou à deriva sem boia salva-vidas e partiu para outro rumo, sem intenção de voltar. hó minha querida mafalda, o quanto dói ver partir o barco a quem entregamos a nossa vida!

    ResponderEliminar
  26. boa questão, talvez para lutar, se bem que desde ontem à noite que só me apetece desistir...

    ResponderEliminar
  27. é bom saber que me les a alma, ahah :) fofa.
    cátia lima

    ResponderEliminar
  28. vendo pelo lado positivo, menos concorrencia. x) deve ser bastante dificil, mas quando se gosta, é outra coisa. :)
    nao, nao tenho mm esperanca, acabou mm. Eu nao suportava mais o q ele me fazia, eu sei o meu valor e ele nao mo dava. E uma coisa q eu nao consigo desculpar, porque nao tem mm desculpa possivel, é o facto de mm depois de ele ter acabado, mandar-me msgs a dizer q eu ja deveria estar bem, quando eu estava de rastos, porque ia pra nao sei onde e dava conversa a gajos q se faziam a mim, quando era mentira . alem do mais, se ele tivesse algum interesse ja o tinha demonstrado.
    Agora preciso de tempo para mim, sozinha, pra curar feridas e por ideias em ordem. Quero acreditar q vai chegar o dia em q eu vou conhhecer alguem q me vai fazer agradecer por este e outros relacionamentos nao terem resultado. :)

    ResponderEliminar
  29. não lol, é apenas sentimento não um facto

    ResponderEliminar
  30. Agora vou parecer pateta, mas não sei como utilizar isso xD

    a serio? :s lamento. e como tens reagido? :/
    comigo, as coisas assentaram. estou com um rapaz, o qual já tinha gostado à 5 anos atrás, e estamos bem. tenho que aguentar a distancia, porque apesar de ele ser da minha cidade, esta a estudar fora (Coimbra). mas há sempre tempinho para nós os 2. :)

    Lía

    ResponderEliminar
  31. Voa, voa meu anjo*
    sê livre, por ti..
    E conto-te minha Mafalda. Oh, se fosse só o não querer, se fosse só isso!

    ResponderEliminar
  32. Oiie!
    Obriigaa pelo elogio *-*
    Adorei aqui, muito liindinho ;)
    Desculpa a demorinha pra responder, meu blog tá meio doido pra me deixar logada.. hehe :p
    beijo grande

    ResponderEliminar
  33. obrigada ( desculpa só responder agora ), beijinhos * :)

    ResponderEliminar
  34. há verdades tão duras de aceitar, minha querida mafalda!

    ResponderEliminar
  35. talvez sinta mais do que devia :x

    ResponderEliminar
  36. um dos textos viscerais e simples mais LINDO que já li!

    já estou a seguir

    http://myfashioninsider.blogspot.com/

    ResponderEliminar