domingo, dezembro 12

O amor

Eu não posso acreditar no nosso amor.

O amor por si é feliz, por si é estável, por si chega. Um amor nunca é triste porque não tem motivos para o ser. Tudo se complementa nesse estado que é amar. Para os dias difíceis temos a paixão. Que um dia se chora por não ter nada e no outro dia se grita por ser nossa.
Mas no amor não se chora porque não há nada para chorar. No amor temos tudo, tudo menos dias maus. Na paixão não, é tudo um palco instável: vem e foge-nos, "arrebata-nos" e "morre-se". Contrariamente ao amor. O amor que por si fica, por si nos ama, por si nos “cega”. O amor que é palco para a vida.



O amor não é só às vezes. O amor ou é ou não é.
No amor ou se ama ou não se ama, mas não se finge porque é genuíno.
Ama-se pouco, mas quando se ama, ama-se com o coração cheio.
No amor damos sem pedir.







Mas eu não posso acreditar no nosso amor porque o amor é feliz.
Não há amores tristes e se calhar eu já não sei o que é amor. Estou a “cegar”.


Por isso, estarei a amar?

11 comentários:

  1. "O amor não é só às vezes. O amor ou é ou não é.", muito bem dito. Amar, independentemente de qualquer situação.
    =) *

    ResponderEliminar
  2. porque nada se larga sem dor, o que se possui com amor.

    ResponderEliminar
  3. Muito obrigada, querida!
    Também sigo o teu há algum tempo, com muito gosto :)

    Beijinho ^^

    ResponderEliminar
  4. O amor é difícil de definir e fácil de sentir, quando aparece não nos larga e para o deixar é custa muito.
    Simplesmente perfeito!

    ResponderEliminar
  5. oh, que coisa linda!
    eu adoro a forma como escreves e são esse tipo de coisas que valem a pena neste mundo ! *

    ResponderEliminar
  6. 'Não há amores tristes'.... Mas também não há amores iguais. E amor, cada um sabe do seu.

    beijinho*

    ResponderEliminar
  7. No amor é tudo tão simples, contudo tão complexo. não há uma linha que nos guie, não há uma placa a dizer "por aqui, caminho certo". O amor é para arriscar, mas arriscar tudo, é para dar, mas para dar tudo. E aí, quem sabe ;)

    Adorei o blogue, estou a seguir :)

    ResponderEliminar