segunda-feira, outubro 5

Distância IV

Esta é a nossa estação, Ana;
Tu sabes, eu nunca acreditei em nada do que começava aqui, nunca te o omiti. Achei sempre o verão: “sol de pouca dura” – sentias; e começava e termina logo no mesmo ápice. Quando começavas a sentir já tinha terminado.
Mas tu revolucionaste-me; não acreditava em verões, e agora acredito em nós. Loucuras!
Realmente é bom alargar horizontes, como lhe chamas. Mas saber guarda-los, como dizes. É ainda melhor!
Ensinaste-me isto, mas ainda conseguiste licenciar-me em distância: conheci a verdadeira distância física – até então, totalmente desconhecida, apenas hidrolisada.
A distância de um mar como fronteira; o que é cada uma no seu barco mas juntas na mesma maré; o que é cada uma na sua fronteira mas sempre em rumo à mesma ponte; o que é realmente a distância, quando não são quilómetros mas um mar;
Proferiste ainda em dar-me a conhecer o real valor da palavra “acreditar” – já não me faz sentido a dita frase «é preciso ver para crer»; porque abri de tal maneira a minha alma para ti, que acredito em ti sem fés. Porque a fé é acreditar no que não sabemos que existe e ainda assim depositar toda a esperança; contigo é diferente: sei que existes e que és tão transparente.


Aprendi tanto contigo; e para mim aprender é crescer.
“Senhora professora”, foi a partir da nossa estação que me ensinaste a sentir desde que tudo isto é “nosso”; foi o nosso mecanismo de defesa. Aprendemos juntas se queremos sobreviver.


(Mas sim, ás vezes tanta distância é um sufoco)

PEQUI diz:
Um génio disse, tudo vale a pena quando a alma não é pequena; E tu vales porque somos tão mas tão grandes!

Amizade sempre foi sinónimo de ti, Ana!

27 comentários:

  1. uma amizade aguenta na distância, acredita. tenho duas enormes a 300 e tais quilómetros. :)
    que bom ^^

    ResponderEliminar
  2. Lindíssimo.

    Amizade vence o que quer que seja :$

    Beijinho *

    ResponderEliminar
  3. Ainda bem que há um tesourinho desses para nos encontrar e nos fazer ir contra coisas que nós pensávamos.
    Estou perdida, não me encontro. Estou numa loucura desesperante.

    ResponderEliminar
  4. a distância aproxima as pessoas! não desistam desse sentimento por quilómetros :)

    ResponderEliminar
  5. A distancia é mesmo dura, uma ponte entre dois coraçoes : S

    AMEI +.+

    ResponderEliminar
  6. Um dia hei-de ter quando aquilo for verdade. Vivo nessa ilusão, sempre.

    Beijinho querida

    ResponderEliminar
  7. Um dia hei-de ter quando aquilo for verdade. Vivo nessa ilusão, sempre.

    Beijinho querida

    ResponderEliminar
  8. *seria maravilhoso se não vivesse nessa ilusão =)

    ResponderEliminar
  9. claro que se voltar a dormir virá um com cor, mas até esse não sei quantos mais sem cor estarão no meio.

    adoro a tua escrita (:

    ResponderEliminar
  10. Mafalda :') faz tempo !
    É muito bom estares de volta, e também me soube bem voltar :')
    E vejo que também aqui os teus textos sofreram uma pequena mudança na temática. Soube be, sem dúvida *
    Um beijinho******

    ResponderEliminar
  11. meu deus , mafalda , a sério :$ , se soubesses a forma como admiro a tua forma de escrever !

    sei que é uma estupidez dizer isto , nem falámos muito, nao nos conhecemos assim bem. ou conhecemos ? eu acho que sim . afinal, o que tu escreves, é a melhor maneira de te conhecer !

    portanto , aqui vai :


    « gosto de ti . »


    e tenho dito .

    ResponderEliminar
  12. Obrigada pelo comentário (:
    Adorei sem dúvida este teu texto. :)
    Beijos

    ResponderEliminar
  13. Tu sim mereces esse titulo , "Rainha das palavras ".
    Os teus textos são mais que fascinantes .

    ResponderEliminar
  14. Eu acho que ainda não tinha comentado este texto, mas na via das duvidas:

    é tão linda a amizade verdadeira! +.+

    ResponderEliminar
  15. chama-se assim, o doce saber da verdadeira amizade (:
    está lindo *

    ResponderEliminar
  16. chama-se assim, o doce saber da verdadeira amizade (:
    está lindo *

    ResponderEliminar
  17. Textos com sentido e sentidos... muito bom

    Um beijinho
    Eduarda
    Be in ♥ love

    ResponderEliminar
  18. que é feito dos teus textos Mafalda? :|

    ResponderEliminar
  19. Telma, gostava de te conseguir voltar a ler ***

    ResponderEliminar