quinta-feira, junho 11

meu amor,


as palavras já não chegam, meu amor
apenas os gestos que criamos chegam
para nos movimentar para o amanhã do depois

construímos tudo menos o silêncio,
construímos o sol no brilho dos olhos,
construímos a força nas mãos dos abraços,
construímos as almas no amor puro
entre lençóis que nos enrolam até de manhã

meto as mãos por entre o coração
e encontro as letras do teu nome
ainda temos tantos sois para ver
ainda tenho tanto para te dar
ainda temos tanto que nos fazer perceber

tu mostras-me que a felicidade é eterna,
e isso assusta-me,
assusta-me porque tudo morre
mas tu fazes-me acreditar que aqui é diferente,
porque mostras-me que ao teu lado
todos os sonhos ressuscitam

as palavras já não chegam, meu amor
toda as gentes se movimentam quando grito por ti
o sal das lágrimas preenchem-me quando falo em nós
os nossos dedos prendem-se um a um,
nem dá para fugir

as palavras já não chegam, meu amor,
o relógio não para,
tal e qual como nós continuamos
ainda temos tanto a fazer para continuar
o passado lá ficou,
e a firmeza da palavra "amor",
não nos deixou

e já te disse: ainda temos muito para dar



(Abril de 2008, 17 meses)

“Amo-te” – disseste-me tu,
(mas) recentemente
Com tanto passado e presente baralhados,
em vacilação me metes…

7 comentários:

  1. eu tinha respondido a esse desafio naquele mesmo post, por isso acrescentei o teu nome a quem mo passou. obrigado (:

    ResponderEliminar
  2. Mais um texto magnifíco. Encantas-me cada vez mais.

    Não é mau, gostava de ver a felicidade presente nas tuas palavras, não uma felicidade passada. Não desistas de algo que és capaz.

    Não tens de pedir desculpa nunca.


    Obrigado $:

    ResponderEliminar
  3. Ainda não sei , ainda não cheguei a essa parte da história.
    Estou na parate de sofrer.


    Está tao sentido.

    ResponderEliminar
  4. "tu mostras-me que a felicidade é eterna,
    e isso assusta-me" adorei o texto mesmo:)

    ( só a dor é que era escusada :x )

    ResponderEliminar
  5. Hum, independente do contraste de opinioes, os erros devem ser cometidos porque é certo que com eles aprendemos.

    Obrigada pelo elogio ao texto :'D

    ResponderEliminar
  6. dos teus melhores textos. gosto tantoooo, asério :)

    ResponderEliminar